Luke Cage deixa claro um dos maiores problemas no universo da Marvel

Luke Cage deixa claro um dos maiores problemas no universo da Marvel

Importante: este texto contém spoilers medianos. Se você não terminou todos os episódios de Luke Cage, melhor evitar.

Na última sexta-feira, 30 de setembro, o Netflix lançou seu terceiro seriado inspirado no universo expandido da Marvel: Luke Cage. Isso significa que ao mesmo tempo que o Harlem é assolado por víboras (ok, trocadilho ruim), em alguma base secreta os agentes da SHIELD estão tentando descobrir o que fazer com os inumanos e, em algum canto da galáxia, os krees são rechaçados. Filmes e seriados, todos esses cenários acontecendo na mesma realidade.

Não vou entrar na questão da qualidade da série, como qualquer outra obra possui seus pontos positivos e negativos. O que eu quero comentar é sobre como, mais uma vez, me senti incomodada pela questão do universo único não ser tão crível quanto deveria.

Harlem fica apenas 20 minutos de carro de Hell’s Kitchen. Não dá pra acreditar que mesmo com o nome do Luke Cage sendo exposto na televisão a Jessica não quis dar uma pescoçada só para ver o que está rolando e se o Luke precisava de uma força. Não dá pra acreditar que em uma distância tão curta quanto essa, o CottonMouth não desconfia do Demolidor estar atrapalhando seus planos. Me incomoda como dois bairros na mesma cidade poderiam estar em continentes diferentes por causa da forma com que são tratados.

Isso é algo que já me incomodava em Jessica Jones e também no Demolidor. Entendo que cada seriado precisa focar no seu núcleo, mas não dá pra aceitar uma galera reagindo com surpresa ao descobrir a invulnerabilidade do Luke sendo que já rolou toda a contaminação e exposição de inumanos no Agentes da SHIELD e os Vingadores tem uma SEDE na mesma cidade. Aliás, por que raios a Hydra não tentou capturar um dos super poderosos de Nova York durante a trama da Hive? Ok, ok. Super entendo que são de canais diferentes, um é produzido pelo Netflix e outro pela ABC. Mas é exatamente aí que entra a minha crítica.

print_stark_tower

O universo expandido da Marvel está virando esse negócio tão grande e complexo que não dá mais para aceitar roteiros que não levem uma série de pontos em consideração. Bom, pelo não se eles quiserem que a gente acredite que tudo está acontecendo ao mesmo tempo. Vale aqui pontuar a ausência do Demolidor em Guerra Civil. Ficou crível do jeito que fizeram, mas concorda que vai ser beeeeeem estranho se numa próxima temporada o tratado com o Governo em relação a super humanos não for se quer citado?

Eu adoro a Marvel. Adoro os filmes e os seriados. Só acho que está cada vez mais complicado de acreditar que tudo está acontecendo em um mesmo plano quando tantos fatores são ignorados. E sim, não aceitei ainda que ninguém da SHIELD foi atrás do Capitão América. Se você quer fazer um universo expandido por diversas mídias, é preciso arcar com esse tipo de consequência.

Por favor, não alimentem meu lado fangirl só para dizer depois que não dá para ser feito. Grata.
(e sim, tô mais do que pronta pra Claire juntar os Defenders)

Comentários

comments

Comments are closed.